Buscar

Webinários do LAL sobre saúde do homem fizeram parte do calendário de ações do Novembro Azul

Atualizado: 16 de Dez de 2020

Transmitindo conhecimento e discutindo a saúde do homem, esses encontros virtuais esclareceram dúvidas e chamaram a atenção do público masculino

Publicado em 15.12.20


No mês da campanha Novembro Azul, criada pelo Instituto Lado a Lado pela Vida, a importância de se discutir a saúde integral do homem foi ressaltada pelos webinars realizados pelo LAL.


Nos dias 17 e 19 de novembro, Dia Mundial do Combate ao Câncer de Próstata e Dia Internacional do Homem, respectivamente, o LAL convidou especialistas para debates que tinham como único objetivo alertar os homens sobre a importância dos exames precoces e a desigualdade e o preconceito que o público masculino tem quando o assunto é o câncer de próstata.


No webinar do dia 19, por exemplo, o jornalista Phelipe Siani, mediador da discussão chamou a atenção para um dado alarmante. De acordo com dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apontam que o homem não se cuida adequadamente. Só no ano de 2019, 69% dos homens fizeram uma única consulta contra 82% das mulheres que consultaram com especialista. “Ou seja, percebemos que os homens têm muito receio pela seguinte afirmação: eu sou muito macho, eu não preciso ir ao médico. Eu sei me cuidar e ir ao médico é coisa de gente frouxa. O que é um absurdo”, explicou.

Já no webinar do dia 17, o oncologista Diogo Rosa também fez um comentário durante o debate que demonstra o quanto, em pleno 2020, há preconceito em relação a saúde do homem “Normalmente quando a menina entra na puberdade e menstrua, ela já vai ao ginecologista levada pela mãe e assim é criada a cultura de visitas com mais regularidade ao médico. Existe um desafio que é de quase catequizar o homem sobre a necessidade que ele tem de procurar por atendimento”, esclareceu.


O Instituto Lado a Lado pela Vida, desde a sua fundação em 2008, tem o objetivo de levar informação de qualidade ao público e faz isso promovendo conhecimento. A saúde do homem é um dos seus pilares, pois desde sempre percebeu que há uma barreira a ser quebrada que é a do preconceito e do machismo que ainda insistem em fazer parte da cultura.



A fundadora e presidente do LAL, Marlene Oliveira, diz que isso já está mudando “No começo, quando começamos a campanha Novembro Azul, os homens nem paravam para pegar um folheto de informações sobre o câncer de próstata. Geralmente eram as esposas ou filhas que faziam esse papel. Hoje as coisas estão mudando. Eles parecem mais acessíveis”, comenta ela.


Por meio de webinars como os promovidos pelo LAL, especialistas falam de forma clara e simples sobre a doença e orienta a população a se cuidar. Assim, Lado a Lado podemos mudar, e conscientizar, o público masculino sobre a prevenção e o tratamento de doenças graves como essa.


Assista:


Para assistir aos outros webinares, clique aqui


8 visualizações